Notícias

IMPORTÂNCIA DO RESPIRO OU CONJUNTO DE VÁLVULAS NOS SISTEMAS DE AQUECIMENTO SOLAR

IMPORTÂNCIA DO RESPIRO OU CONJUNTO DE VÁLVULAS NOS SISTEMAS DE AQUECIMENTO SOLAR

O respiro ou suspiro é normalmente instalado na parte mais elevada do reservatório térmico do sistema de aquecimento solar. Tem a função de proteger este componente contrapressões elevadas, seja positiva ou negativa.

Algumas empresas optam por implanta-lo na lateral do reservatório, outras empresas preferem instalar o suspiro na parte radial do cilindro. A instalação do respiro no tubo de saída de água quente também é muito encontrada nas instalações de sistemas centrais de aquecimento. Desde que esteja na região mais alta do sistema a localização do tubo de respiro não influencia no seu desempenho.

A forma como o respiro é construído tem influencia significativa sobre seu desempenho ou confiabilidade. Ele deve ser sempre construído com uma inclinação que permita que as bolhas sejam expelidas para o ambiente, pois nos momentos onde o reservatório é drenado ou sujeito a pressão negativa, o acúmulo de bolhas de ar em trechos sifonados pode comprometer o seu desempenho. E é nesses momentos que o respiro tem papel importante, pois os reservatórios térmicos são frágeis a pressão negativa.

A ponta do respiro deve ser elevada sempre acima do nível máximo da caixa d`água que abastece o sistema, a cota de 30 a 50 cm evita trasbordamentos incômodos e permite que as variações de pressões que acontece no sistema de aquecimento sejam absorvidas sem problemas e transtornos. Cabe lembrar que a altura máxima do respiro nunca deve ultrapassar a pressão de trabalho indicada pelo fornecedor do produto.

Alguns instaladores gostam de curvar a ponta do respiro para dentro da caixa d’água, este recurso não tem influência sobre o desempenho do respiro, mas deve ser evitado que a ponta do mesmo toque na água da caixa d’água. É importante lembrar que trasbordamento no respiro indica alguma anomalia no sistema de aquecimento ou na distribuição hidráulica, no entanto quando o respiro é construído de forma que os trasbordamentos não são percebidos, os problemas são mais difíceis de serem identificados pelos usuários do sistema.

O respiro é o método mais simples e confiável, sendo também o mais recomendado e utilizado na maioria dos sistemas de aquecimento de água, no entanto há sistemas onde o seu uso é inviabilizado por não ser tecnicamente recomendado ou por gerar uma grande interferência no local - seja técnica ou estética - onde será instalado, isso é comum nas instalações de média e alta pressão (pressão acima de 1,5 kgf/cm2 ou 15 m.c.a).

Nos casos de instalações com elevadas pressões é utilizado então um conjunto de válvulas que tem a mesma finalidade que o respiro. Este conjunto apresenta uma complexidade um pouco maior, possui um preço mais elevado na sua instalação e necessita de manutenções preventivas, no entanto é da mesma forma confiável e recomendado quando necessário.

Ambos os componentes são bastante utilizados nos projetos da Agência Energia, sendo que cada um é especificado com muito critério e necessidade de cada instalação.

Como o respiro protege um componente caro do sistema de aquecimento, dedique atenção especial para sua instalação, lembre que se ele não estiver instalado corretamente o reservatório pode ser danificado e sua reposição não será coberta pelo fornecedor.

 

Curiosidades Sobre os Respiros ou Suspiros:

- Apesar dos usuários dos sistemas demostrarem preocupação com risco de queda de descargas elétricas naturais (raios) sobre os respiros, o setor nunca registrou nenhuma ocorrência nesse sentido. A despeito disso, aterre sempre o sistema e procure ter dispositivos apropriados para protegem a residência e instalações contra descargas elétricas atmosféricas;

- Os respiros não são isolados termicamente. As perdas de calor dissipadas por esse pequeno trecho aquecido não têm influenciado no desempenho dos sistemas de aquecimento solar;

- O pequeno impacto estético que a ponta do respiro pode provocar quando ultrapassa a altura do telhado, é minimizado significativamente com o passar do tempo, pois o tubo perde o brilho da superfície externa chamando menos atenção;

- Apesar de ser convidativo para o pouso de pássaros, o calor e o alivio de ar quente os mantém longe. Desconheço problemas em respiro provocado por pássaros;

- Apesar do diâmetro mínimo exigida em norma para o diâmetro interno dos respiros ser de 19mm, as instalações residenciais (reservatórios abaixo de 800 litros) têm recebido respiros ou suspiros com tubo de 15mm sem apresentar problemas.

 

Eng. Rodrigo Cunha Trindade

Diretor da Agência Energia

Projeto e Consultoria em Aquecimento Solar



Publicado em 18 de fevereiro de 2019 / Eng. Rodrigo Cunha Trindade - Diretor da Agência Energia


Conte com a Agência Energia

Fale com um de nossos consultores através do formulário de contato.

Entrar em Contato